Café com Roda de Conversa debate combate à tortura

Realização do Escritório Brasília da SMDH, atividade celebra Dia Internacional de Combate à Tortura

Divulgação

Divulgação

Com o tema “Tudo sobre tortura: a quem recorrer em caso de situações como essa”, a Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH) – através de seu Escritório em Brasília/DF – realiza no próximo dia 26 de junho (sexta-feira), às 18h, um Café com Roda de Conversa, na sede do Coletivo da Cidade (quadra 3, conjunto 11, área especial 2, Setor Norte Estrutural). A entidade atua no atendimento a crianças e adolescentes no contra-turno escolar.

A atividade celebra o Dia Internacional de Combate à Tortura. A data alude à entrada em vigor, em 1987, da Convenção contra a tortura e outras penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes. Na mesma data, em 2006, um decreto presidencial criou, no Brasil, o Comitê Nacional para prevenção e combate à tortura.

Já há algum tempo a SMDH despertou para a necessidade de levar discussões sobre temáticas em Direitos Humanos para cidades satélite de Brasília/DF. Esta, particularmente, tem por objetivo informar a população sobre de que forma lidar e a quem recorrer em caso de tortura sofrida ou presenciada.

Em São Luís/MA, a data será lembrada com um Café com Direitos Humanos, que acontecerá também dia 26, às 17h, no Convento das Irmãs da Redenção, na Vila Embratel.

O Café com Roda de Conversa tem apoio do Coletivo da Cidade e da Associação de Familiares de Internos e Internas do Sistema Penitenciário do Distrito Federal e Entorno (AFISP-DFE). O evento conta ainda com a participação do grupo de rap Sobreviventes da Rua, cujas letras têm acentuado teor político. Uma das mais conhecidas, A mão de Deus, por exemplo, aborda a questão penitenciária.

O Sobreviventes da Rua foi formado em 1997 em Ceilândia, cidade satélite de Brasília/DF. Suas letras falam da realidade das periferias brasileiras: desigualdade social, pobreza, crime, violência.

“A prática da tortura, infelizmente, ainda é uma realidade, em grande parte cometida por agentes públicos, apesar de toda legislação vigente e de tratados internacionais dos quais o Brasil é signatário. Esta roda de conversa vai além da discussão, mostrando à comunidade como denunciar e a quem recorrer”, enfatiza a advogada Joisiane Gamba, coordenadora do Programa Nacional de Assistência a Vítimas e Testemunhas Ameaçadas.

Serviço

O quê: Café com Roda de Conversa.
Tema: “Tudo sobre tortura: a quem recorrer em caso de situações como essa”.
Quando: 26 de junho (sexta-feira), às 18h.
Onde: Coletivo da Cidade (quadra 3, conjunto 11, área especial 2, Setor Norte Estrutural).
Quanto: entrada franca.
Maiores informações: smdhbsb@terra.com.br, (61) 3273-4585.

Anúncios

One thought on “Café com Roda de Conversa debate combate à tortura

  1. Pingback: Café com Direitos Humanos debate violência e combate à tortura | SMDH

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s